Temporada 1909

AMISTOSO - GRÊMIO 10 X 0 INTERNACIONAL
Data: 18/07/1909
Local: Baixada - Porto Alegre (RS)
Gols: Booth [5], Grünewald [4] e Moreira (G).
Juiz: Waldemar Bromberg, auxiliado por João de Castro e Silva e H. Sommer.
GRÊMIO: Kallfelz; Deppermann e Becker; Caris, Black e Mostardeiro; Brochado, Grünewald, Moreira, Booth e Schroeder.
INTERNACIONAL: Luiz Poppe; Portella e Simoni; Vignoles, Pires e Wetternick; José Poppe, Horácio Carvalho, Cezar, Mendonça e Joaquim Carvalho.
Obs.: houve uma supremacia do Grêmio e uma total falta de experiência do Inter. O Grêmio, possuindo jogadores famosos, alguns vindos da Europa, como Black e Booth, não teve dificuldade. Já o Inter tinha jogadores muito jovens. Foi uma temeridade o desafio feito pelo Internacional ao veterano Grêmio. Valeu como uma lição e também como um incentivo para um melhor preparo. Na época, a diretoria do Grêmio, reconhecendo a sua supremacia, propunha que a partida fosse realizada entre o 2º quadro do Grêmio e o 1º colorado, a proposta que não foi aceita. Aqueles jovens iniciados preferiam perder, mas iniciar a sua trajetória jogando com os melhores. Era o início de uma caminhada e a terrível derrota deveria se transformar em incentivos para futuros vitórias. E assim foi feito. Booth foi o primeiro jogador a tocar na bola na história ds Grenais, e também foi o primeiro a marcar um gol. Partida com dois tempos de 40 minutos e as goleiras não possuíam redes. Não havia técnicos, times eram comandados pelos seus capitães.

AMISTOSO - MILITAR 0 X 0 INTERNACIONAL
Data: 07/09/1909
Local: Escola de Guerra - Porto Alegre (RS)
Juiz: Plínio Rambino
MILITAR: Oliveira; Aché e Reis; Castro, Campos e Costa; Couto, Mendes, Andrade, Lima e Mazza.
INTERNACIONAL: Ballvé; José Poppe e Portella; Agostinho, Pires e Joaquim Carvalho; Carlos Kluwe, Horácio Carvalho, Vignoles, Luiz Poppe e Mendonça. Técnico: Carlos Kluwe.

AMISTOSO - MILITAR 1 X 2 INTERNACIONAL
Data: 10/10/1909
Local: Escola de Guerra - Porto Alegre (RS)
Juiz: Theobaldo Foernges
Gols do Inter: Vignoles [2].
INTERNACIONAL: Ballvé; José Poppe e Joaquim Carvalho; Mendonça, Carlos Kluwe e Dornelles; Luiz Poppe, Vignoles, Ernani, Horácio Carvalho e Wetternick. Técnico: José Poppe.
Obs.: primeira vitória do Internacional. O lateral-direito Benjamin Constant Idiart Vignoles é o primeiro jogador colorado a marcar um gol. O Militar cercou o campo com arame e construiu um pavilhão para convidados. Após o jogo, o Militar ofereceu doces, cerveja e licores para sócios e atletas das duas equipes. Logo a seguir, as comitivas dirigiram-se para a sede do Inter, onde a direção colorada ofereceu uma mesa de doces e cerveja.

AMISTOSO - MILITAR 1 X 0 INTERNACIONAL
Data: 15/11/1909 
Local: Escola de Guerra - Porto Alegre (RS)
Público: aprox. 1.000
Juiz: Theobaldo Foernges
Gol: Rato (M).
MILITAR: Prado; Aché e Abacílio; Campos, Rosemiro e Plaisant; Rato, Mazza, Fialho, Lima e Raul.
INTERNACIONAL: Ballvê; Portella e Wetternick; Pires, Carlos Kluwe e Silva; Luiz Poppe, Horácio Carvalho, Vignoles, Mendonça e Joaquim Carvalho.
Obs.: em 21/11 a diretoria do Militar promoveu uma festa para o recebimento da taça, por ter vencido a partida.

Colaboração de Alessandro Moraes.

Um comentário :

  1. Segunda-feira, 15/11/1909 - Amistoso
    Militar F.B.C. (Porto Alegre-RS) 1x0 Inter
    Campo da Redenção, em frente à Escola de Guerra (Porto Alegre-RS) - Renda: Entrada franca - Público: 1.000 (estimado)
    Juiz: Theobaldo Foerges (RS).
    MIL: Prado; Aché e Abacílio; Campos, Rosemiro e Plaisant; Rato, Mazza, Fialho, Lima e Raul. T: Ground Committeé.
    SCI: Ballvê; Portella e Wetternick; Pires, Kluwe e Silva; Poppe II, Horácio Carvalho, Vignoles, Mendonça e Joaquim Carvalho. T: José Poppe Leão.
    Gol: Rato (Francisco Mendes)
    Obs.: em 21/11 a diretoria do Militar promoveu uma festa para o recebimento da taça, por ter vencido a partida.

    ResponderExcluir